Com grande estrutura, canais internacionais colocam Olimpíada no centro da grade de programação

nbc-rio-2016

Logomarca da NBC para os Jogos Rio 2016

Para uma nação em que a transmissão televisiva de esporte se resume a futebol e mais futebol, a cobertura olímpica até que não é ruim, muito pelo contrário. A Olimpíada do Rio de Janeiro obrigou – mesmo em época de crise – a TV brasileira a realizar seu maior investimento da história. Porém, nem sempre foi assim: Olimpíadas passadas, em outros países, ganharam investimentos menores se forem comparados com o que titãs internacionais fizeram, aqui, no Brasil.  

Impressiona que a co-âncora do ‘Today Show’, da NBC, Savannah Guthrie, por exemplo, converse com os demais âncoras ao vivo do Rio de Janeiro sem atraso de sinal, o famoso ‘delay’, que a Globo costumeiramente explica em suas entradas ao vivo. O mesmo acontece com a BBC, que, direto de Londres, se comunica da ‘Broadcasting House’ com o Parque Olímpico como se este fosse também na capital britânica. O mesmo ocorre com os links da CNN e da televisão pública francesa, que tem um programa diário para os Jogos, o “Bom Dia, Rio”. 

Diferentemente do Brasil, em que os canais abertos só mudam a programação do horário nobre se houver um evento ao vivo de muito apelo popular, a própria NBC, a australiana Seven, a canadense CBC colocam os Jogos Olímpicos no centro da grade e modificam boa parte dela, inclusive, todo o prime-time. Pela manhã, os matinais estão no clima olímpico, assim como os noticiários e programas de entretenimento. 

O jornal de início de noite da gigante americana – o mais tradicional e o mais assistido – é transmitido ao vivo da praia de Copacabana todos os dias. E sem atrasos de sinal nas entradas ao vivo, sem problemas de iluminação, sem falhas em geral. O âncora Lester Holt, com toda a sua experiência, sabe muito bem como conduzir o jornal tanto na bancada do estúdio do Rockefeller Center, em Nova York, quanto de pé na praia carioca. Isso tudo, feito com facilidade, é algo que a maioria das redes brasileiras seria incapaz de realizar com perfeição. 

“Com as instalações do vôlei de praia bem perto daqui e milhares de atletas e torcedores visitando Copacabana e Ipanema todos os dias, nós vamos estar aptos para captar a atmosfera e a festa acontecendo no Rio durante a Olimpíada”, disse o diretor de coordenação da divisão de esportes olímpicos da NBC, Michael Sheehan.

Ainda no caso da NBC, por causa do modelo norte-americano, os jornais produzidos por emissoras locais e que tratam também de assuntos nacionais e globais têm equipes no Rio de Janeiro. A ideia é fazer com que o clima olímpico alcance a audiência em toda a sua extensão. 

A TV americana é a que mais investe financeiramente na aquisição dos direitos de exibição dos Jogos. Os EUA têm o maior mercado televisivo do mundo e a NBC explora a Olimpíada em todas as plataformas de mídia. Só na TV aberta, acumula em cada noite de evento uma audiência em torno de 30 milhões de telespectadores, em todo o território americano. 

Em termos de Brasil, o maior investimento é da Globo, que fez questão de mostrar toda a sua estrutura montada no Parque Olímpico que conta, inclusive, um estúdio de vidro. Porém, chama atenção como a cenografia do estúdio da BBC – também glass –  em Copacabana ou da própria NBC, no IBC, consegue ser ainda mais sofisticado que o que há na televisão brasileira. O equilíbrio perfeito do jogo de câmeras, da sonoplastia e da estética contraria quem sempre foi ensinado que na TV “menos é mais”.

Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em MUNDO TV NOTÍCIA e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s